Os britânicos Suede, figuras de proa da música pop inglesa da década de 1990, tocam em Lisboa, esta quinta-feira, e no Porto, na sexta-feira, para apresentar o sexto disco de originais, «Bloodsports», lançado este ano, após um hiato discográfico de uma década.

Depois do regresso aos palcos em 2010, o presente ano viu o quinteto voltar ao trabalho de originais, o que, desde então, deu um «redobrado sentido» às atuações ao vivo, reconhece o baixista Mat Osman, em entrevista à agência Lusa.

«Sempre dissemos que, para voltar ao ativo, era para ser especial, que, para gravar um disco novo, teria de ser especial. E tem sido assim», diz o baixista, na véspera do regresso do grupo a Portugal.

Sobre o alinhamento dos concertos, que «costuma ser feito na própria manhã, ao pequeno-almoço pelo [vocalista] Brett», Osman admite que o foco maior seja o novo «Bloodsports», mas não faltarão diversos momentos marcantes dos londrinos, casos de «Trash», «Animal Nitrate», «Metal Mickey» ou «raridades poucas vezes tocadas», como têm sido exemplo em concertos recentes canções como «Leaving» ou «Heroin».

À atual digressão europeia da banda, que termina a 23 deste mês, em Amesterdão, na Holanda, seguir-se-á «logo, dois dias depois», o regresso a estúdio para preparar o que se antevê ser um novo disco de originais a editar provavelmente já em 2014, afiança Mat Osman.

Liderados pelo icónico vocalista Brett Anderson, os Suede nasceram em 1989, em Londres, e foram das principais bandas a marcar o fenómeno britpop, lado a lado com grupos como Oasis, Blur e Pulp.

Entre 1993, ano da estreia em disco, e 2002, quando se deu o fim da primeira vida da banda, os Suede editaram cinco álbuns de originais e um duplo disco de lados B de singles.

Este ano «Bloodsports» trouxe o grupo aos discos de longa duração, com o single «It Starts and Ends With You» a marcar o regresso do quinteto aos originais.

Os Suede já atuaram por diversas vezes em Portugal. Em 1997, marcaram presença na primeira edição do Festival Sudoeste e, em 1999, tocaram com os REM no Pavilhão Atlântico e no festival Paredes de Coura, por exemplo.

A última atuação em Lisboa foi em 2002, na Aula Magna. No Porto, o grupo tocou por duas vezes nos dois últimos anos: na Queima das Fitas, em 2011, e no festival Primavera Sound, em 2012.

Atualmente os Suede são formados por Brett Anderson (voz), Richard Oakes (guitarra), Mat Osman (baixo), Simon Gilbert (bateria) e Neil Codling (guitarra e teclas).