Trent Reznor é um dos colunistas convidados da primeira edição de 2014 da revista «The Hollywood Reporter» e aproveitou para elogiar o regresso de David Bowie aos discos, ao mesmo tempo que torceu o nariz à estratégia de marketing dos Arcade Fire.

O líder dos Nine Inch Nails admitiu que, inicialmente, achou «The Next Day» demasiado «conservador», esperando mais de Bowie, mas que acabou por ser agradavelmente surpreendido após mais algumas audições do disco.

«Ainda estou a tentar decifrar o enigma que ele nos apresentou. Ainda estou a descobrir novos significados nas letras. O que eu pensei que era uma produção conservadora, agora parece ser pensamento vanguardista. Como qualquer grande álbum, revelou ser algo que eu não pensava que era, inicialmente», escreveu Reznor sobre «The Next Day».

O músico norte-americano afirmou ter gostado também da forma repentina e surpreendente como o novo álbum de David Bowie foi anunciado e lançado em março, dando como exemplo oposto a campanha de marketing que os Arcade Fire adotaram para a edição de «Reflektor».

«O marketing [do "The Next Day"] também foi como uma lufada de ar fresco. Não foi nada como o álbum dos Arcade Fire que se estendeu ao longo do ano, que me fez pensar: "Ok, já percebei, vocês têm um álbum novo, já tocaram em todos os programas de televisão do mundo"», explicou.