Entre tons de roxo, como não podia deixar de ser, estão reunidos mais de 20 anos de presença de Prince na internet. Um museu online que junta a história dos websites criados pelo ícone da pop, que desde 1994 acreditou que a internet seria um dos espaços de excelência para promover os artistas.

A relação do músico com a internet não foi sempre fácil e amigável, principalmente se estivermos a falar da relação do cantor com os serviços de download de músicas ou de streaming, mas ainda assim Prince foi um dos pioneiros no que toca à presença dos artistas no mundo online. Lançou 20 sites nestes 20 anos, e os 12 mais populares podem ser consultados agora no Museu Online de Prince, lançado esta segunda-feira.

Logo à entrada do museu, os utilizadores são convidados a percorrer uma linha do tempo (semelhante à que se encontra nos perfis de Facebook) que conta a história e respetivas diferenças entre cada site do artista. Desde “Prince Interactive” – a primeira experiência online -, passando pelo primeiro site oficial do músico “TheDawn.com”, a loja oficial “Cristal Ball”, até 3rdEyedGirl.com – o último, lançado em 2013 – os visitantes podem redescobrir a pegada online de Prince.

Se preferir, o utilizador pode em vez isso escolher cada um dos sites individualmente, ler sobre a sua história, para que propósito foram criados e explorá-los.

O Museu Online de Prince foi criado por pessoas que trabalharam com o artista na criação dos mesmos e que quiseram prestar-lhe uma homenagem, agora que o músico faleceu.

Como descrito no próprio website, nenhum tema do artista está disponível, e as compras de todos os artigos foram desativadas pelos criadores do museu, já que entendem que esta deve ser uma “experiência grátis” e que esperam que possa “inspirar novas gerações de artistas a procurar alternativas criativas para chegar ao seu público”, tal como Prince fez “ao longo de 20 anos”.