O guitarrista britânico “Fast” Eddie Clarke, que integrou os Motörhead entre 1976 e 1982, morreu na quarta-feira, aos 67 anos, anunciou hoje a banda na página oficial da rede social Facebook.

Estamos devastados de tornar pública a notícia que soubemos hoje... Edward Allan Clarke, ou como todos conhecemos e amamos, Fast Eddie Clarke, morreu em paz ontem [quarta-feira]”, lê-se numa mensagem partilhada nesta quinta-feira.

De acordo com a banda, o músico “morreu em paz no hospital onde estava a ser tratado a uma pneumonia”.

“Fast Eddie...continua a rugir, a ‘rock and rollar’ aí por cima como maldito homem, a tua família Motör não esperaria menos”, lê-se na mensagem.

“Fast” Eddie Clarke nasceu a 5 de outubro de 1950 em Twickenham, um subúrbio de Londres. Em 1976 integrou os Motörhead, tendo participado em cinco álbuns da banda: “Motörhead” (1977), “Overkill” (1979), “Bomber” (1979), “Ace of Spades” (1980) e “Iron Fist” (1982).

O músico abandonou a banda, por vontade própria, durante a digressão de apresentação de “Iron Fist”, em 1982.

Nessa altura fundou, com o baixista Pete Way, os Fastway, cujo disco mais recente, “Dog Eat Dog”, data de 2011.

Há pouco mais de dois anos, a 29 de dezembro de 2015, morreu o líder dos Motörhead, Ian “Lemmy” Kilmister, aos 70 anos. Tal como hoje, o anúncio foi feito pela banda através da página oficial no Facebook.

Em setembro tinha morrido o baterista Phil “Filthy Animal” Taylor, aos 61 anos, que fez parte da banda de 1975 a 1984, e de 1987 a 1992.

“Fast” Eddie Clarke, Ian “Lemmy” Kilmister e Phil “Filthy Animal” Taylor compunham a chamada formação clássica dos Motörhead.