A cantora Natalie Cole, filha da lenda do jazz Nat King Cole, morreu esta quinta-feira, segundo avança a imprensa norte-americana.

Natalie Cole, de 65 anos, morreu num hospital de Los Angeles, nos Estados Unidos.

A cantora sofria de Hepatite C e já tinha sido submetida a um transplante de um rim. São também conhecidos os problemas relacionados com o uso de drogas que enfrentou no passado.

Na sua autobiografia "Angel on My Shoulder", publicada em 2000, a cantora expôs precisamente os problemas com drogas e álcool, que superou depois de ter sido internada numa clínica de reabilitação.

Natalie Cole venceu nove prémios Grammy. Só com o álbum "Unforgettable... With Love" ganhou seis Grammy. Este disco, editado em 1991, vendeu cerca de 14 milhões de cópias em todo o mundo.

A música "Unforgettable", um dueto "virtual" com o seu pai, é um dos êxitos mais marcantes da sua carreira. Nesta canção, a voz de Nat King Cole foi mixada com a da cantora para parecer que os dois cantam juntos.

"This Will Be", "Inseparable" e "Our Love" são outros dos êxitos de Natalie Cole.

O seu pai, Nat King Cole, morreu em 1965 com um cancro do pulmão. A lenda do jazz tinha 45 anos.