O cantor Pharrel Williams juntou-se ao antigo vice-presidente dos Estados Unidos Al Gore em defesa do clima e, esta quarta-feira, em Davos, ambos anunciaram um Live Earth para este ano. Para 18 de junho, ficam assim agendadas 24 horas de concertos em todos os continentes, numa campana global de sensibilização para as alterações climáticas.


 
Kevin Wall, o produtor, que também fez parte da primeira edição da iniciativa, em 2007, diz que a expetativa é de que os concertos tenham uma audiência de dois mil milhões de pessoas e sejam transmitidos em 193 canais de televisão.
 
Esta segunda edição da iniciativa chama-se «Live Earth - Road to Paris», já que a capital francesa acolherá em dezembro deste ano a conferência da ONU dedicada às alterações climáticas.
 
«Em vez de termos só pessoas a atuar, vamos ter, literalmente, toda a humanidade a harmonizar ao mesmo tempo», disse Pharrell Williams, diretor criativo do evento, sem adiantar nomes de artistas participantes, para não quebrar o efeito surpresa.


 
Tal como Al Gore, que já foi distinguido com um Prémio Nobel da Paz pelo seu empenho nas causas ambientais, Pharrel Williams tem demonstrado também interesse pela temática. O cantor participou, em 2007, no concerto do Live Earth no Rio de Janeiro, e colaborou com Madonna em 2007, no single «Hey You», fez questão de que 25 cêntimos do primeiro milhão de downloads da música fosse entregue à Aliança para o Controlo do Clima, organização fundada por Al Gore em 2006 e cujo objetivo é sensibilizar para as consequências da pegada ambiental.