Mais de 100 artistas em cinco dias, quase 10 mil pessoas a trabalhar e 90 mil visitantes por dia são números da sexta edição do Rock in Rio de Lisboa, que começa no próximo domingo.

A organização fez um balanço à imprensa, esta quinta-feira, do que já está pronto e do que se espera para os próximos dias, com a vice-presidente executiva da iniciativa, Roberta Medina, a garantir: «Não há nenhum espetáculo no mundo como este».

Roberta Medina prometeu uma edição deste ano ainda melhor, quando se completam 10 anos de Rock in Rio em Portugal e 30 no Brasil. Desde logo em termos de som, como disse Ricardo Cardoso, um dos responsáveis da iniciativa, explicando que houve melhoramentos, com o palco principal, preparado para 250 mil watts de som.

Também em declarações aos jornalistas, o diretor-geral do Rock in Rio, Nuno Sousa Pinto, lembrou que a área da saúde foi cuidada, já que, no recinto, estarão dois postos médicos e quatro ambulâncias, além de seis patrulhas estarem em permanência a percorrer o local.

Na área da segurança, o subcomissário da PSP Hugo Abreu, além de lembrar que haverá revistas seletivas, pelo que as pessoas não devem transportar objetos proibidos, como por exemplo objetos cortantes, disse também que, nos dias do festival, o trânsito será interrompido nas ruas à volta, e será condicionado noutras duas vias, as avenidas Gago Coutinho e Infante D. Henrique.

No recinto do Rock in Rio está montado um posto de polícia e, em cada dia de espetáculo, estarão no local 700 profissionais da Proteção Civil, com um posto de comando junto do recinto para o qual serão encaminhadas todas as chamadas de emergência (através do 112), disse Pedro Barbosa, responsável da Proteção Civil.

Roberta Medina explicou aos jornalistas que, dos cinco dias de festival, que começa domingo no Parque da Bela Vista, em Lisboa, o dia 29 (dia em que atuam os Rolling Stones) já tem lotação esgotada, e disse também que oito por cento dos bilhetes vendidos foram para países estrangeiros, Espanha em primeiro lugar, mas também outros países como Alemanha, França ou Reino Unido.

Segundo a responsável foi feito um esforço promocional em Madrid, numa tentativa de aproveitar a presença em Portugal de muitos espanhóis, no próximo fim de semana, para assistirem à final da Liga dos Campeões, no Estádio da Luz.

O Rock in Rio começa no próximo domingo e retoma depois, a partir de quinta-feira da próxima semana, terminando no domingo seguinte, 01 de junho.