Rihanna doou 25 mil dólares (18 288 euros) a um fundo de caridade do Departamento de Polícia de Los Angeles, nos EUA. A cantora tentou assim remediar o prejuízo que causou a Steve Soboroff, presidente da Comissão de Polícia de Los Angeles (LAPD), com quem tentou tirar uma selfie que correu mal.

O incidente aconteceu durante o jogo da NBA dos Clippers contra Oklahoma City, no dia 9 de maio. Rihanna e Steve Soboroff tentaram tirar uma selfie juntos para mostrar o apoio à polícia de Los Angeles, mas a cantora acabou por deixar cair o telemóvel do polícia, partindo o ecrã.





Para remediar a situação, Rihanna resolveu apresentar um pedido de desculpas em forma de donativo. «Grandes notícias da Rihanna: ela vai doar 25 mil dólares à Polícia de Los Angeles para os cadetes e as famílias dos oficiais falecidos», escreveu, no Twitter, o presidente da Comissão da Polícia de Los Angeles, deixando também um grande agradecimento à cantora.

Além disso, Steve Soboroff pediu à cantora que autografasse o telemóvel para que fosse leiloado. Rihanna aceitou o pedido e escreveu: «Desculpe! Eu amo a LAPD. Rihanna!».

Soboroff anunciou também que o telemóvel autografado será vendido ao maior licitador e o dinheiro será doado à Fundação LAPD.





Esta quinta-feira, a licitação do telefone no eBay ronda os 58.000 dólares (42.428 euros).