Os novos álbuns de música vão passar a sair à sexta-feira, segundo uma decisão da Federação Internacional da Indústria Discográfica (IFPI), anunciada na quinta-feira, que incluirá também o mercado português.

A federação pretende harmonizar o dia em que as principais editoras discográficas publicam as novidades de música, tendo sido decidido entre todos os membros que, a partir do verão, passará a ser à sexta-feira. Atualmente, na Europa, os lançamentos são habitualmente à segunda-feira e, nos Estados Unidos, à terça-feira.

Contactada pela Lusa, fonte da Associação Fonográfica Portuguesa - membro daquela federação - explicou que em Portugal as editoras associadas, como a Sony Music, a Warner e a Universal, também passam a editar à sexta-feira, em consonância com a decisão da federação.

De acordo com a organização, a decisão foi tomada depois de se terem consultado músicos, editoras, retalhistas e associações do setor, por se perceber que a dispersão de datas «causava frustração nos consumidores», perante os artistas favoritos.

«Além de facilitar a vida aos fãs de música, a decisão irá beneficiar os artistas que querem cativar os media para promoverem a música nova deles», justifica a federação que, com esta decisão, espera que volte a haver um certo «bruaá» comum, em torno dos lançamentos discográficos.

A federação aponta ainda outra razão para a mudança: «Reduz-se o risco de pirataria ou reduzir-se a diferença entre os dias de lançamento dos vários países».

A Federação Internacional da Indústria Discográfica representa cerca de 1.300 editoras discográficas.