Temporal, com ventos de 100 quilómetros por hora, chuva e granizo, foram os ingredientes fatídicos que acabaram com a festa de música eletrónica na tarde do passado domingo, em Esteio, cidade brasileira na área metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

O balanço da tragédia, entretanto divulgado, regista ferimentos em três pessoas e a morte do DJ Kaleb Freitas, de 30 anos, que animava a "rave" Atmosphere no Parque de Exposições Assis Brasil, onde estariam cinco mil pessoas.

Segundo a página na internet da revista Veja, Kaleb, um dos mais conhecidos Disc Jokeys locais, foi socorrido, levado para o Hospital São Camilo de Esteio, mas não resistiu aos ferimentos.

Através da rede Twitter, o jornalista Rafael Henzel divulgou um vídeo que mostra o momento em que a estrutura metálica do palco desaba, causando a morte do DJ Kaleb Freitas.

Outros vídeos, captados de diferentes ângulos, também mostram o momento fatal.

Segurança e desastre

A organização do Atmosphere Festival veio entretanto afirmar publicamente, através da sua página no Facebook, que todas as medidas de segurança tinham sido acauteladas.

A comunicação social brasileira tem divulgado também que, segundo os bombeiros locais, a estrutura tinha condições para suportar ventos de até 80 quilómetros por hora. Sendo que o coordenador da proteção civil de Esteio, Alexandre Camboa, adiantou que, aquando do desabamento, a velocidade do vento era de 55 quilómetros por hora.

Não foi o vento mais forte que tivemos, o problema é que as pessoas não observam a previsão do tempo para fazer esse tipo de evento, aí acontece casos como esse", disse Alexandre Camboa.