O cantor canadiano Justin Bieber foi acusado na quarta-feira pela polícia de Toronto de agressão a um motorista de uma limusina no final de dezembro, noticiam as agências internacionais.

Justin Bieber, que se apresentou de forma voluntária perante a polícia, foi colocado em liberdade depois de permanecer durante quase duas horas numa esquadra no centro de Toronto e terá de apresentar-se perante um juiz a 10 de março.

A polícia de Toronto explicou em comunicado que o incidente ocorreu na madrugada de 30 de dezembro, quando o condutor da limusina recolheu um grupo de seis pessoas, incluindo o cantor, numa discoteca do centro da cidade.

Justin Bieber é acusado de bater «várias vezes» na cabeça do motorista da limusina.

O cantor canadiano enfrenta também problemas com a justiça dos Estados Unidos. Justin Bieber será formalmente acusado no dia 14 de fevereiro, por um tribunal de Miami, de condução sob a influência de substâncias tóxicas, velocidade excessiva e resistência, sem violência, às autoridades.

Justin Bieber tem passado a última semana no Panamá, onde foi fotografado a gravar um novo vídeo na praia de um resort perto da capital.