Justin Bieber começará a ser julgado em Miami, na Flórida, a partir do dia 3 de março, noticia a BBC News. O cantor canadiano é acusado de conduzir alcoolizado e sob a influência de drogas ilegais, de conduzir sem uma carta de condução válida, de participar numa corrida ilegal numa zona residencial, e de resistir (sem violência) à detenção por parte da polícia.

As acusações serão formalmente feitas pelo promotor público de Miami-Dade numa audiência a 14 de fevereiro, sem que seja necessária a comparência de Bieber. Os advogados da estrela pop já anunciaram que o seu cliente diz estar inocente de todas as acusações.

O caso passará depois a ser julgado pelo tribunal de Miami-Dade a 3 de março.

O incidente remonta ao passado dia 23 de janeiro, quando Bieber e um amigo, o cantor Khalil Sharieff, foram detidos pela polícia de Miami Beach depois de uma alegada corrida ilegal entre um Lamborghini e um Ferrari conduzidos pelos dois.

Depois de passar várias horas na esquadra, Bieber foi libertado sob uma fiança de 1800 euros, paga pelo manager do cantor Scooter Braun.

Justin Bieber está ainda envolvido noutro processo judicial, acusado de ter agredido o condutor de uma limusina em Toronto, no Canadá.

Em investigação está também o alegado ataque, com ovos, de Bieber e dos seus amigos à casa de um vizinho. Nas buscas feitas à mansão do cantor, um homem foi detido pela polícia por posse de droga.