Pelo menos 24 pessoas morreram esmagadas durante um concerto de rap numa praia perto de Conacri, informaram nesta quarta-feira fontes hospitalares. As autoridades falam em tumulto.

O Governo da Guiné Conacri decretou uma semana de luto nacional na sequência do incidente que designou como um «drama trágico», ocorrido numa praia da localidade de Ratoma, a norte da cidade de Conacri, onde o popular grupo de rap «Instinct Killers» estava a tocar.

De acordo com a AFP, os corpos de 24 pessoas que estavam no local do concerto - entre os quais 13 meninas - foram encaminhados para a morgue do Hospital Universitário de Donka.

«Até o momento, temos 24 corpos na morgue do hospital de Donka e dezenas de feridos nas emergências de vários centros de saúde de Conacri na sequência do tumulto. No momento não posso dizer mais nada», informou um oficial da polícia citado pela agência noticiosa.

O promotor de Dixxin, na região de Conacri, já avançou com uma investigação «para apurar responsabilidades» e o diretor-geral da agência guineana de espetáculos «foi suspenso de suas funções».