A iniciativa "Juntos por todos", para ajudar as vítimas dos incêndios que deflagraram no centro do pais, ultrapassou o milhão de euros cerca das 23:35, durante o concerto que marcou a noite de terça-feira, realizado no pavilhão Meo Arena, em Lisboa.

Vinte cinco artistas, e respetivos músicos, disponibilizaram-se para realizar um espetaculo para 14 mil pessoas, que lotaram o pavilhão e cujo sentimento de solidariedade para com as vítimas foi o mote.

Após os DJ ‘Beatbombers’, que abriram a cerimónia, AGIR prosseguiu o desfile de artistas, ao qual se seguiram Amor Eletro, Ana Moura, Camané e os D.A.M.A, tendo ficado decidido que a ordem de entrada em palco era alfabética.

Mal foi atingido o montante de um milhão de euros, no final da atuação de Miguel Araújo, ouviu-se uma salva de palmas geral, com o público a entoar "Portugal, Portugal!".

Durante o concerto, que àquela hora ia em cerca de metade das atuações, podem continuar os donativos através da linha 760200200.

A iniciativa, à qual assiste o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o ministro da Cultura, Luís Castro Mendes, conta com o alto comissariado da Fundação Calouste Gulbenkian e esteve a ser transmitido em direto pela TVI, RTP, SIC e por “todas as rádios portuguesas”, sendo a receita entregue à União das Misericórdias Portuguesas, segundo a organização.