Adele está de volta e diz “Hello” (Olá) aos seus fãs. No vídeo desta canção de apresentação do álbum “25”, a cantora britânica começa por tirar os panos cheios de pó de uma casa fechada. Fazendo uma analogia, Adele há muito que não dava sinal de vida aos seus admiradores. Depois do êxito avassalador do trabalho "21", Adele não lançava um álbum há três anos. Talvez por isso, a cantora tenha confessado na Radio BBC1, esta sexta-feira, um frio na barriga. “Obviamente quero que as pessoas gostem” desta nova canção, que considera “muito intimista”.

Depois de levantar o véu desta música no programa X-Factor, no domingo, “Hello”, lançado esta sexta-feira, é uma canção sobre uma separação. Uma balada em que a voz de Adele se eleva perante o som do piano. Seis minutos de vídeo, uma produção em tons de sépia com a participação do ator Tristan Wilds, da série “The Wire”.




Um novo trabalho de uma cantora diferente. A menina de “21” é agora mãe e reconhece que “perdeu o hábito de escrever canções”.

Adele assume também que, depois do êxito do primeiro trabalho, todos os que se seguem vão ser comparados com “21”. “Foi fenomenal o que aconteceu [com esse álbum], mas foi isso, um fenómeno. Não posso ter a expetativa de que algo semelhante volte a acontecer”, cita a BBC.

Sem dúvida, a fasquia está muito elevada, já que “21” foi o álbum mais vendido do século XXI até ao momento. “Skyfall”, uma das canções desse trabalho e parte da banda sonora de um filme de James Bond, ganhou o Óscar, o Brit Award e o Globo de Ouro.

“25” tem lançamento marcado para 20 de novembro, acabando com três anos de jejum. “Pensava que nunca ia terminar este trabalho. Pensei em desistir”. Mas não desistiu. Agora, Adele já não pode fugir do sucesso, da crítica ou da comparação.