Os receios de Adele antes do lançamento do álbum “25” parecem não ter razão de ser. Afinal, o novo trabalho da cantora britânica já está a bater recordes de venda nos Estados Unidos.

Adele vendeu 2,4 milhões de cópias, na primeira semana, nos Estados Unidos, destronando os NSYNC, a boy band que detinha o primeiro lugar de vendas naquele país desde 2000. Os rapazes - agora mais crescidos - mostraram fair play e já deram os parabéns à cantora. 
 
A britânica é, por agora, uma rainha de popularidade nos Estados Unidos. Convidada para vários programas, Adele juntou-se a Jimmy e The Roots no Tonight Show Music Room e este foi o resultado: 




E Adele promete continuar a quebrar barreiras, já que “Hello” continua em primeiro lugar nos Estados Unidos. Na sua terra natal, o Reino Unido, "Hello" já não está em número um, mas não está posta de parte a hipótese da jovem cantora fazer história. Ainda não há números oficiais, mas, segundo o organismo britânico que faz esta contabilidade, citado pela BBC, o álbum terá vendido mais de meio milhão de cópias em apenas três dias.

A coroa britânica do maior número de cópias vendidas em tão pouco tempo está entregue aos Oasis, pelo seu terceiro álbum, desde 1997, altura em que vendeu 696 mil cópias.

Adele parece estar a conquistar todos, mas não tudo com “25”. É que a cantora decidiu que o seu novo trabalho não vai ficar disponível em todas as plataformas, como o Spotify e a Apple Music. Mas, ainda vai a tempo de fazer o download da música “Hello”.

A britânica segue assim o exemplo de Taylor Swift, que também retirou as suas músicas do Spotify.