Glenn Tipton, guitarrista da banda Judas Priest desde 1974, vai deixar os palcos devido á doença de Parkinson que o afeta, segundo anunciou o grupo em comunicado.

Há dez anos que foram diagnosticados ao Glenn princípios de Parkinson. Desde então até agora tem continuado a sua vida como o grande guitarrista de heavy metal que sempre foi, mantendo os seus próprios princípios de qualidade e interpretação", refere o banda.

Num outro comunicado, Tipton assume, contudo, que não irá deixar já a banda.

A digressão dos Judas Priest continuará como planeado. O meu papel é que mudou", refere o guitarrista.

De momento, o Glenn ainda consegue tocar e interpretar algumas das canções menos desafiantes dos Judas Priest. Mas, devido à natureza da sua doença, ele quer que saibam que já não andará em digressão", pode ler-se no comunicado do grupo.

De acordo com os Judas Priest, foi Tripton quem sugeriu a sua substituição na digressão por Andy Sneap, guitarrista e produtor do mais recente álbum Firepower.

Os Judas Priest têm agendado um concerto em Portugal a 2 de julho, fazendo a primeira parte do concerto de Ozzy Osbourne na Altice Arena, em Lisboa.