O vocalista dos Guns N' Roses, Axl Rose, decidiu pôr um ponto final na especulação sobre uma possível reunião com os antigos membros da banda. O cantor disse ao site Spinner.com que o guitarrista Slash «é um cancro» e que o baterista Steven Adler carrega consigo demasiados «problemas legais».

«Basicamente, considero o Slash um cancro e o melhor é evitá-lo para não ter de o remover. Quanto menos ouvirmos dele ou dos seus apoiantes, o melhor», afirmou Axl.

O líder dos Guns N' Roses, que em Novembro lançou o tão aguardado «Chinese Democracy», acrescentou que nunca foi um grande fã de Slash, dizendo que o guitarrista perdeu a garra de outrora e que actualmente prefere ser o centro das atenções públicas.

Quanto aos restantes ex-membros da banda norte-americana, Axl Rose admitiu voltar a colaborar com o baixista Duff McKagan, mas disse que o guitarrista Izzy Stradlin não é um colaborador de confiança e que o baterista Steven Adler traz consigo advogados de qualidade duvidosa.

«Um concerto ou até algumas canções poderiam significar anos de batalhas legais», afirmou Axl, aludindo ao facto de Adler ter processado os Guns N' Roses por falta de pagamento de direitos de autor.