Carlos do Carmo, vencedor de um Grammy latino Carreira, em 2014, atua hoje pelas 21.30. O artista será acompanhado pela orquestra da Fundação Gulbenkian, dirigida pelo maestro Rui Pinheiro. O concerto terá lugar no anfiteatro do jardim da Fundação.

O cantor e compositor brasileiro Ivan Lins é o convidado especial, que interpretará alguns temas com a Orquestra Gulbenkian e um dueto com Carlos do Carmo.

“Aceitei com muita honra este convite da Orquestra Gulbenkian, que representa uma instituição que tenho como referência histórica da cultura portuguesa e de uma importância inigualável”, afirma Carlos do Carmo em comunicado enviado à Lusa.

Referindo-se a Ivan Lins, o criador de “Canoas do Tejo” afirma: “Nada melhor do que convidar um amigo e grande músico, Ivan Lins, para em conjunto partilharmos este momento que considero como uma distinção”.

Segundo informação da FCG, além de Ivan Lins (voz e piano), e do trio de músicos de Carlos do Carmo, participam também os músicos Cláudio Ribeiro (guitarra) e Chris Wells (percussão e bateria).

Em 2013, quando celebrou 50 anos de carreira, Carlos do Carmo editou o álbum, “Fado é amor”, que gravou em duo com vários fadistas, entre eles, Ricardo Ribeiro, Camané, Mariza, Raquel Tavares e Marco Rodrigues.

“Canoas do Tejo”, “Os putos”, “Lisboa, menina e moça”, “Por morrer uma andorinha”, “Bairro Alto”, “Vem, não te atrases”, “pontas soltas”, “O homem das castanhas”, “Um homem na cidade”, são alguns êxitos que pontuam a sua carreira e que poderá ouvir esta noite.