O calor e a concentração de dezenas de milhares de fãs do grupo pop britânico One Direction em torno do Estádio do Dragão, no Porto, motivaram uma autêntica operação de hidratação de massas realizada pelos Bombeiros Portuenses.

Fonte do INEM disse à Lusa que, pelas onze da manhã, tinham já sido assistidas 15 raparigas por «quebras de tensão, crises de ansiedade e falta de alimentação adequada». O refrescar dos ânimos por parte dos bombeiros, com uma mangueira de dispersão no topo de um camião, foi acolhido com gritos e aplausos dos fãs, que clamavam também pela abertura antecipada das portas do estádio.

Apesar das entradas no Dragão estarem agendadas para as 15:30 e o concerto para as 18:00 deste domingo, já acampavam alguns fãs nas imediações do recinto desde quarta-feira à noite, tudo para conseguir estar nas primeiras filas do concerto inserido na «Where We Are Tour 2014» da banda britânica.

«São muitas miúdas juntas, é muita gritaria e muito suor, porque está um calor desgraçado», disse à Lusa Matilde, de 15 anos e natural de Braga, entre um mar de gritos de outras fãs do grupo e considerando que, ainda assim, «está-se bem, vale a pena, porque eles são muito fixes».

Também para Miriam, fã galega de 15 anos, a viagem fez-se pela «oportunidade que não se pode perder», visto tratar-se dos seus «ídolos», que são «perfeitos em tudo».

Leonor Loureiro, de 13 anos, veio de Lisboa com quase uma dezena de amigas para ver a banda porque «eles são anormais, estão sempre a brincar e isso é fixe».

Fonte da PSP adiantou à Lusa que, «à parte de algumas escaramuças entre pais», tudo tem decorrido com «a normalidade possível» em eventos que atraem milhares de pessoas e que, neste caso, motivaram filas que percorrem toda a Alameda do Dragão, rodeiam o estádio e têm dificultado o trânsito na zona circundante.