A Rússia vai lançar um novo concurso alternativo à «Eurovisão» por causa da vitória de Conchita Wurst, a «mulher de barba», na última edição do concurso .

«É o fim da Europa. Não há mais homens nem mulheres. Há isto», declarou o político russo Vladimir Zhirinovsky, uma das vozes mais críticas à vitória de Conchita, ao «Independent».

O novo concurso vai ser idêntico ao «Intervision Song Contest» que existia nos anos 70, incluindo países da antiga União Soviética e a China.

O evento deverá acontecer em outubro, em Sochi, a cidade onde, este ano, decorreram os Jogos Olímpicos de Inverno.