A fadista Mariza, cujo álbum «Best of» lidera há três semanas a tabela nacional de vendas, atua esta sexta-feira em Frankfurt, na Alter Oper, abrindo uma digressão que até final do mês a levará a cinco palcos europeus.

Hoje no palco alemão, e também durante a digressão, Mariza é acompanhada pelos músicos Pedro Viana, na guitarra portuguesa, Pedro Jóia, na guitarra clássica, Vicky Marques, na bateria e percussão, e Yami, no baixo.

Nesta digressão a criadora de «O tempo não para» da Alemanha segue para Bucareste onde canta no dia 15 na Sala Palatului, seguindo para a Finlândia, onde atua no dia 18 no Musiikkitalo - Centro de Artes, em Helsínquia. No dia seguinte, a intérprete de «Promete Jura» atua em Tampere, no Tampere-Talo, também na Finlândia, onde em 2006 foi nomeada para os prémios Emma Gaala, na categoria de Melhor Artista.

O palco seguinte é o Festival Mediterrânico em Ashdod, em Israel, onde atua no dia 27 maio.

«Os alinhamentos dos concertos têm como base o Best of», disse a fadista à Lusa.

Aquando do lançamento do «Best of», em abril passado, Mariza disse à Lusa que opta atualmente por uma agenda «muito menos pesada», até porque não tem «disponibilidade mental» para grandes digressões como fez anteriormente, nomeadamente de três meses aos Estados Unidos.

«A música não deixou de ser importante, preciso dela para me balançar e para me sentir gente, mas, ao mesmo tempo, preciso do outro lado que é a família», rematou Mariza.