George Michael, que faleceu na noite de Natal, esteve em Portugal uma única vez, em maio de 2007, num concerto em Coimbra. Promovido pela Ritmos & Blues, o concerto realizou-se no Estádio daquela cidade, levando uma calorosa multidão de 27 mil ao recinto.

No concerto, os portugueses Fingertips fizeram o aquecimento para George Michael, que ali se apresentava no âmbito da "25 Live Tour". A banda começou a atuar antes da hora inicial do concerto, quando o público ainda estava a entrar no recinto.

Os Fingertips estiveram em palco durante 45 minutos e depois o público teve de aguardar quase meia hora até George Michael aparecer em palco a cantar "Waiting" - um tema que muitos fãs portugueses entenderam referir-se à demora do música a atuar em Portugal. Mas, na verdade, esse era o tema que estava a abrir os concertos desta digressão. 

"Foi muito tempo. Mas no final desta noite, quando saírem daqui, espero que me tenham perdoado", disse o cantor durante o concerto marcado por fortes efeitos visuais e onde não faltou o seu lado mais crítico sobre os acontecimentos do mundo.

Dos onze temas que constituíram a primeira parte do espectáculo, "Shoot The Dog" foi uma crítica à guerra no Iraque, com o presidente norte-americano, George W. Bush, a aparecer em palco caricaturado num gigantesco boneco insuflável, acompanhado por outro, um submisso cão com trela e a bandeira britânica representando o primeiro-ministro Tony Blair.

Neste concerto, o músico passou revista a muitos dos êxitos da sua carreira, como "I'm Your man", "Father Figure", "Faith", "Everything She Wants" ou "Freedom! 90", tema que encerrou a sua atuação.