Cliff Richard voltou a ser interrogado pela polícia, na sequência da uma investigação  sobre suspeitas de  ter abusado sexualmente de um menor, nos anos 80. O processo foi aberto em agosto do ano passado e, desde essa altura, o cantor já foi submetido dois interrogatórios policiais.

Segundo a BBC, o porta-voz de Cliff Richard garantiu que as alegações são “completamente falsas” e que o cantor não vai prestar mais declarações sobre o assunto.
 

“Em vez de voltar a dizer que as alegações são totalmente falsas e que vamos continuar a colaborar completamente com a polícia, não será apropriado para Cliff dizer mais, nesta altura”.


Desde o início da investigação, o artista não foi preso nem formalmente acusado por nenhum crime.

As razões para o novo interrogatório ainda não são conhecidas.