O músico português Paulo Furtado, The Legendary Tigerman, participa num espetáculo inédito da companhia «Cabaret New Burlesque», no Cirque d'Hiver, em Paris, nos dias 26, 27 e 28 de setembro, naquilo que vê como «um grande desafio e uma grande honr»".

«Estou hiper curioso porque nunca estive em nenhum espetáculo deles, portanto há essa parte de novidade. Algumas coisas do meu universo imagético tocam no universo do 'Cabaret New Burlesque', sem dúvida alguma. Aliás, eu já tinha feito um pequeno filme em Super 8 com o grupo português burlesco, o Cais Sodré Cabaré», descreveu à Lusa Paulo Furtado.

O «Cabaret New Burlesque» ficou célebre em 2010 com o filme «Tournée - Em Digressão» do francês Mathieu Amalric, que descrevia os bastidores desta trupe de artistas do novo burlesco - um estilo performativo que cruza diferentes artes cénicas, desde o teatro, ao circo, ao cabaré, à dança e ao «vintage striptease».

O espetáculo é totalmente inédito, disse à Lusa Kitty Hartl, a diretora artística do do «Cabaret New Burlesque», explicando que, pela primeira vez, as bailarinas vão fazer os seus números ao ritmo de música ao vivo, ao lado de nomes como os franceses Poni Hoax e Arthur H e o português The Legendary Tigerman.

«O estilo do The Legendary Tigerman corresponde bem ao burlesco, é um pouco a mesma família. É por causa do blues, do rock, do estilo dele, não sei, é um pressentimento", justificou Kitty Hartl, que descobriu o trabalho do músico português há alguns anos em Paris, continuando a assistir aos seus concertos quando ele passa pela capital francesa.

«Quando fiz a proposta aos artistas burlescos, alguns disseram 'Fixe! Altamente! Ele está dentro do nosso universo!' Penso que vai ser uma bela colaboração!», acrescentou a também criadora do «Cabaret New Burlesque», que este ano celebra o décimo aniversário.

Ainda de acordo com Kitty Hartl, The Legendary Tigerman sobe ao palco durante duas performances, nas quais deverá interpretar um tema do seu novo disco - «True» - ao lado da bailarina Dirty Martini e deverá também fazer um duo com a mestre das cerimónias Kitten on the Keys.

«O burlesco teve agora uma nova vida, um retorno, principalmente em França. Acho que tem muito público. É uma arte muito particular que me interessa. Não é exatamente o circo, mas tem alguma relação com o circo e com essa ideia de preparar um número, algures entre o cabaré e o burlesco. Depois tem esta parte da música que tem tido sempre alguma ligação ao rock n'roll», descreveu Paulo Furtado.

Se a colaboração correr bem, a diretora artística da companhia não esconde que gostaria de voltar a trabalhar com o músico português: «Talvez possamos fazer algo com ele depois. Se a colaboração funcionar, gostaríamos de ir a Portugal, claro! Nunca se sabe, talvez o Paulo esteja interessado em fazer coisas».

The Legendary Tigerman regressa a Paris, «em nome próprio», a 7 de outubro, à sala La Marroquinerie, para um concerto integrado na sua tournée europeia - que começa a 29 de setembro, em Londres - prometendo para a capital francesa «um formato trio e não 'one man band'», com Paulo Segadães na bateria e João Cabrita no saxofone.