Fernando Tordo escreveu uma carta de despedida, publicada no Facebook, antes de emigrar para o Brasil, onde continuará a sua atividade profissional. O cantautor quis esclarecer a situação em que se encontra, e o leva a sair de Portugal, mas prometeu voltar para dar concertos e lançar novas canções.

«É verdade que tenho a hipótese de ir continuar o meu trabalho e a minha vida fora de Portugal, mas isso não significa nenhum abandono; apenas as condições já de si precárias em que a minha actividade se desenrola em Portugal pioraram tanto que não deixam outra alternativa», explicou Fernando Tordo na sua mensagem.

«No plano cultural, o nosso país vive um dos seus tempos mais sombrios, e chega a ser insultuoso aquilo que o orçamento de Estado de um país com séculos de história dispensa para a Cultura», continuou o músico, criticando as políticas do atual Governo liderado por Pedro Passos Coelho.

Esperando «conseguir uma maior aproximação entre artistas e artes de dois países que têm um relacionamento desigual partilhando a mesma língua», Tordo acrescentou que a sua partida para o Brasil não significa nenhuma renúncia a Portugal, assegurando que irá regressar ao país de origem para dar concertos (alguns deles já marcados), para o lançamento de temas gravados nos últimos anos, e para a comemoração dos seus 50 anos de carreira em 2015.

«No Brasil, continuarei a minha tarefa de compositor, autor e intérprete, farei outros contactos, conhecerei outras pessoas, mas serei o mesmo alfacinha nascido na Rua Feio Terenas, em Março de 1948, sempre pronto para ir e voltar, como aliás tenho feito toda a minha vida.»

O comunicado integral de Fernando Tordo, publicado no Facebook: