Lady Gaga foi eleita a mulher do ano para a revista Billboard.  A cantora norte-americana faz a capa da última edição da revista semanal dedicada à música, que chega às bancas no próximo dia 12.
 
Numa entrevista exclusiva, a artista falou do álbum de jazz "Cheek to Cheek", lançado em setembro de 2014, com a colaboração de Tony Bennett, e divulgado no início de 2015 em digressão.
 

 "Ser reconhecida como a mulher do ano tem um significado especial para mim. Este foi o ano em que fiz o que queria, em vez de tentar fazer o que pensava que os outros queriam de mim". 


A nomeação surge também depois de Lady Gaga ter ganho destaque com o seu trabalho como atriz, em 2015, ao participar na série norte-americana "American Horror Story", com o papel de Condessa.
 

"Eu disse que queria um papel onde pudesse expor toda a minha angústia e raiva e que estava pronta para interpretar uma assassina. Foi o destino trabalhar em American Horror Story".


Stefani Germanotta - nome verdadeiro da cantora - falou ainda do futuro e deixou claro que a idade não deve ser um entrave para alcançar o sucesso na carreira.
 

"Estou muito entusiasmada por mostrar às raparigas, e até aos homens, o que significa ser uma mulher de 30 anos. Porque é que temos a mania de descartar as pessoas quando chegam a esta idade? De repente, passamos a ser mulheres velhas. Eu não sou velha, caramba. Sou mais sexual, poderosa, inteligente e dona de mim mesma do que alguma vez fui", reforçou.


Esta edição da Billboard conta ainda com declarações de pessoas com quem Lady Gaga trabalhou este ano, como Diane Warren, Tony Bennett e Matt Bomer, e ainda com uma sessão fotográfica feita por Inez & Vinoodh.