Quando tudo já parece ser sido experimentado, eis que surge uma banda musical cuja performance acontece debaixo de água. O projeto é dinamarquês e foi apresentado, sexta-feira, num festival de ópera em Roterdão, nos Países Baixos.

Between Music (em português, “entre música”) é uma banda composta por cinco elementos que criou o projeto AquaSonic, onde os músicos surgem acompanhados por instrumentos personalizados que funcionam submersos.

Num festival de ópera em Roterdão, a banda surgiu em palco para atuar dentro de tangues cheios de água. Cada músico estava dentro de um recipiente com microfones e o instrumento adaptados. Mas os elementos da banda não têm essa mesma capacidade de “funcionar” debaixo de água como os instrumentos que tocam. Os músicos usam as pausas da própria melodia para emergir do tanque e recuperar o fôlego.

O resultado da performance é no mínimo invulgar, quer ao nível do som conseguido, como das expressões dos músicos.

Robert Karlsson explicou, ao site Ruptly, que ideia surgiu depois de Laila Skovmand, compositora, ter começado a experimentar cantar debaixo de água, com objetivo de ver como ficaria o som sem deixar sair bolhas de ar.

Há alguns anos atrás, ela começou por experimentar colocar a cabeça submersa num grande tanque de água para cantar. Depois começámos a usar instrumentos diferentes que pudéssemos adaptar, o que se revelou bastante difícil. Tivemos que encontrar novas formas, criámos instrumentos que tornassem possível tocar debaixo de água”, disse.