Os quatro de Liverpool foram cinco, afinal, ainda que por pouco tempo. Andy White, natural de Glasgow, morreu, esta segunda-feira, aos 85 anos.

O anúncio foi feito, na quarta-feira, pela sua “segunda casa”, a New York Metro Pipe Band.
 
Andy White tocou bateria na canção “Love me do”, na versão americana da canção da banda britânica. Estávamos em 1962. O baterista também colaborou na música “P.S. I Love You”.
 
White, que, embora natural da Escócia, faria a sua vida nos Estados Unidos, confessou à Britain's Daily Record, numa entrevista, em 2012, que a AFP recorda, que pouco sabia sobre a banda quando foi convidado pela EMI para tocar com eles. A sua primeira mulher era natural de Liverpool, em Inglaterra, e o seu conhecimento vinha daí, mas admitiu que ficou impressionado com o grupo e não imaginava o sucesso que viriam a ter.

A New York Metro Pipe Band, na sua nota, no Facebook, escreve que o produtor George Martin contratou Andy White “por não estar seguro das capacidades de Starr”, e, então, White fez “parelha” com Starr na percussão.
 

RIP Drumming Adjudicator, Session Drummer who played with the Beatles and all round Gentleman Andy White who passed away...

Publicado por New York Metro Pipe Band em  Terça-feira, 10 de Novembro de 2015

Ringo Starr, que acabou por assumir a percussão da banda, não deixou de fazer uma vénia ao músico escocês, embora este nunca tenha atingido o sucesso alcançado por muito daqueles com quem trabalhou.

Na sombra, Andy White, que tocava bateria e também flauta, tocou para nomes icónicos da música como Tom Jones, Chuck Berry ou Bill Haley and the Comets.