A cantora norte-americana Katy Perry defendeu esta quinta-feira os direitos dos homossexuais na Austrália. Em direto num programa de rádio que contou com a participação de ambos, criticou o líder da oposição Tony Abbott por não ser a favor.

O representante do Partido Liberal australiano, que está em campanha para as eleições de setembro, foi uma das celebridades australianas a quem foi dada hoje a oportunidade de fazer uma pergunta à cantora durante o programa de rádio, revelou a Lusa.

«Quando é que vai voltar à Austrália?», perguntou Abbott, depois de comentar que as suas três filhas, com idades entre os 20 e os 24 anos, eram fãs da artista.