A artista multimédia Yoko Ono, de 83 anos, já regressou a casa depois de ter sido hospitalizada no sábado, com sintomas de gripe, anunciou o filho.

"Está em casa e a desenvolver as suas atividades habituais", afirma o filho, Sean Lennon, no Twitter.

Yoko Ono, viúva do músico britânico John Lennon, deu entrada no sábado num hospital em Nova Iorque, nos EUA, após um telefonema aos serviços de emergência médica.

A agência noticiosa espanhola EFE, citando o jornal Daily News, afirmou na sexta-feira que Yoko Ono se encontrava no seu apartamento no edifício Dakota quando o serviço de emergência médica recebeu um telefonema.

O colunista Elliot Mintz, amigo da artista, afirmou, também na sexta-feira, que Yoko sentiu sintomas gripais e foi levada ao hospital por conselho médico.

 

Sean Lennon afirma no Twitter: "Apenas uma gripe. Talvez tenha de me vacinar contra a gripe".

 

 

Sobre a possibilidade de a mãe ter tido um ataque cardíaco, rumor divulgado pela imprensa no sábado, Sean Lennon comenta: "O único ataque que Yoko Ono teve foi um ataque de génio! Ela está de facto bem. Obrigado por todos os votos de pronto restabelecimento".

Kemp Muhl, Yoko Ono e Sean Lennon na 56ª gala dos Grammy Awards (Reuters)

Sean Lennon, também músico, trabalha com a mãe e com um grupo pop japonês, Cibo Matto.