Um dia depois de ter sido libertado da cadeia, sob a acusação de agressão a um homem em Washington DC, Chris Brown entrou numa clínica de reabilitação na terça-feira. Segundo o site TMZ, o cantor irá submeter-se a um tratamento para controlar a sua agressividade.

Este poderá ser um gesto de boa fé para Brown mostrar ao tribunal que está a tentar resolver os seus problemas emocionais, uma vez que o recente incidente poderá constituir uma violação ao termo de liberdade condicional do músico. Em 2009, Chris Brown recebeu uma pena suspensa de cinco anos, bem como seis meses de trabalho comunitário, depois de ter agredido Rihanna.

Na madrugada de segunda-feira, o músico norte-americano e um dos seus guarda-costas foram detidos pela polícia depois de alegadamente terem esmurrado um jovem de 20 anos.

O advogado do cantor, Danny Onorato, assegurou que o seu cliente «não cometeu nenhum crime» e que a sua equipa de segurança agiu dentro da lei de forma a proteger Chris Brown.

Brown terá de voltar a tribunal no dia 25 de novembro. Se considerado culpado, o músico poderá ser condenado a uma pena máxima de seis meses de prisão. Mas caso as autoridades entendam que esta é uma violação à liberdade condicional do cantor, Chris Brown poderá receber uma sentença bem mais pesada: quatro anos de prisão efetiva.