Um juiz argentino ordenou que Justin Bieber seja detido se entrar na Argentina. A ordem judicial surge depois da estrela mundial não ter dado explicações à justiça sobe a alegada agressão que terá cometido, numa discoteca, em 2013, informou o tribunal, esta sexta-feira.

O fotógrafo argentino, Diego Pesoa, acusou Bieber e um de seus guarda-costas de o terem atacado quando tentava tirar uma foto do cantor à saída da discoteca, no bairro de Palermo Hollywood, na capital Buenos Aires.

O site de entretenimento FarandulaShow publicou uma cópia da decisão do tribunal com a ordem de detenção. A secretária do tribunal, Soledad Nieto, cossignatária do documento, confirmou que a cópia é autêntica.

«Considero pertinente determinar a prisão imediata do acusado», diz a ordem do juiz Alberto Julio Baños, datada de 8 de abril.

O tribunal também ordenou a detenção de um dos guarda-costas de Bieber.

Em novembro, outro juiz local ordenou que Bieber se apresentasse para interrogatório num espaço de dois meses devido ao mesmo incidente e pediu a ajuda da Interpol, na Argentina, para localizar a estrela de 21 anos.

Os agentes de Bieber recusam para já qualquer comentário.