Depois de ter batido o recorde de maior número de venda numa semana, nos EUA, em apenas quatro dias, Adele repetiu a façanha, desta vez em sete. O terceiro álbum da cantora britânico vendeu 3.38 milhões de cópias numa semana, no mercado norte-americano, tornando-se o CD mais vendido em 2015.

Em apenas sete dias, o álbum “25” vendeu mais discos, nos EUA, do que o último trabalho de Taylor Swift, “1989”, num ano inteiro. A cantora norte-americana foi felicitada por ter conseguido chegar vender 1.79 milhões de cópias em 2015, numa altura em que grande parte dos músicos não passam a marca de um milhão.

Mas Adele superou-a, sem dificuldades, em apenas sete dias, tornando-se a cantora com mais discos vendidos numa semana, desde que este tipo de contagem começou, em 1991.

E a proeza não teve lugar só nos EUA.

A cantora vendeu mais de 800 mil cópias na primeira semana, no Reino Unido. Bem mais do que os últimos 19 álbuns que ficaram nos tops de venda, em Inglaterra, no último ano, juntos, de acordo com o The Telegraph. O mesmo aconteceu no Canadá.

O elevado número de vendas colocou Adele no mesmo patamar de Whitney Houston, Eminem e Britney Spears, que tiveram alguns dos álbuns mais bem-sucedidos de sempre, passando a barreira de um milhão de cópias vendidas numa semana.