Rihanna foi expulsa da principal mesquita dos Emirados Árabes Unidos, depois de ter tentado usar o templo muçulmano como cenário para uma sessão fotográfica não-autorizada durante o passado sábado, noticia a BBC News.

Segundo os responsáveis da mesquita do Xeque Zayed, em Abu Dhabi, a cantora foi «convidada a sair» das imediações do edifício devido ao teor «inapropriado» das fotografias tiradas.

Nas fotos que a própria artista publicou no Instagram pode ver-se que Rihanna, apesar de coberta da cabeça aos pés com uma moderna adaptação de um hijab islâmico preto, foi fotografada em várias poses que podem ser consideradas ofensivas para os visitantes do templo.



Segundo o comunicado citado pela BBC, Rihanna entrou nos jardins da mesquita «através de uma entrada que não estava acessível a visitantes».

«Ela foi abordada pelos responsáveis da mesquita, que a encaminharam para a entrada correta, a fim de iniciar a visita nas condições normais», lê-se no documento.

Ao se aperceberem da sessão fotográfica não-autorizada, os responsáveis do templo pediram que Rihanna e a sua equipa abandonassem o local. A cantora não fez qualquer menção ao incidente, mas no Instagram publicou várias das fotos que prometem ainda dar muito que falar.