O cantor americano Chris Brown foi impedido, esta quarta-feira, pelo serviço de estrangeiros e fronteiras, de sair das Filipinas. As autoridades retiveram Brown no aeroporto sob suspeitas de fraude, depois deste ter atuado em Manila na terça-feira.

Uma igreja filipina, Iglesia ni Cristo, acusa o cantor de hip hop de incumprimento de contrato, já que o músico ficou com o dinheiro e faltou ao espetáculo agendado para a véspera de ano novo, de acordo com a AFP.

Chris Brown defendeu-se, dizendo que perdeu o passaporte e, por isso, não pôde viajar para Manila em dezembro de 2014. Mas, o serviço de imigração já adiantou que só deixa o músico abandonar o país com um esclarecimento do governo em como Brown não tem obrigações legais nas Filipinas.