Uma pista de atletismo para os Rolling Stones, dois barcos insufláveis para o DJ norte-americano Steve Aoki, uvas sem caroço, para a cantora brasileira Ivete Sangalo, são alguns dos pedidos dos artistas do festival Rock in Rio Lisboa.

A poucos dias do arranque do festival, a par dos preparativos para acolher os espetadores no Parque da Vela Vista, há toda uma operação de logística de bastidores para receber também os artistas, satisfazendo os pedidos, dos mais simples aos mais caprichosos.

Os Rolling Stones, que já esgotaram os bilhetes para o dia 29, pediram uma pista de atletismo nos bastidores e três frigoríficos no palco.

A banda rock britânica, que já passou os 50 anos de carreira, não quer talheres e pratos de plástico, pede uma chaleira elétrica inox, marcas específicas de água e vodka e uma tarte de carne para oito pessoas, que seja mantida quente numa bandeja.

Segundo a lista de pedidos divulgada pela organização, os Arcade Fire, com concerto no dia 31, querem experimentar gastronomia portuguesa, mas querem que seja saudável e não pode ser servida em material esferovite.

A isto junta-se ainda uma centena de toalhas de banho e 24 toalhas de mão para a banda canadiana.

O cantor Robbie Williams, cabeça de cartaz do arranque, já no domingo, terá no camarim leite de amêndoa e de arroz, uma máquina de sumos e outra de café, pastilhas elásticas e suplementos de vitaminas, mas deixa expresso que não quer bolos nem sobremesas.

A cantora britânica Jessie J, que atuará a 01 de junho, alerta que «não pode comer nada que contenha nozes, kiwi ou ananás», mas pede «muita água fresca e refrigerantes, chá» e «velas de qualidade».

A cantora brasileira Ivete Sangalo, que tem atuado em todas as edições do Rock in Rio Lisboa, pede desta vez para o concerto de domingo «côcos verdes à temperatura ambiente», comida japonesa, flores brancas e uvas sem caroço, sendo que «a fruta deve ser lavada com água e sabão e protegida em papel transparente».

A cantora Aurea, que se apresentará no domingo, para um concerto partilhado com o músico Boss AC, pediu um cabaz entre o saudável e o calórico, com fruta, cenoura crua em palitos, batatas fritas, salgados, tábua de enchidos, vinho do Porto. Avisa que «não come carnes vermelhas, peixe nem marisco» e quer «chão de alcatifa no camarim».

Os portugueses Deolinda, que atuarão numa homenagem a António Variações no dia 31, pedem um ferro de engomar, um frigorífico com gelo, pão com manteiga, enchidos, cervejas, vinho tinto.

O DJ norte-americano Steve Aoki, que fechará a noite de 30 de maio, já depois dos Linkin Park e Queens of the Stone Age, pediu meias e roupa interior masculina, seis bolos grandes, uma bandeira portuguesa e dois barcos de borracha insufláveis.

Pode parecer um pedido descontextualizado, mas quem já viu as atuações de Steve Aoki - e o DJ já se apresentou várias vezes em Portugal - sabe que utiliza os barcos de borracha para «navegar» por cima dos espetadores.

O festival Rock in Rio Lisboa decorrerá nos dias 25, 29, 30 e 31 de maio e 01 de junho.

O recinto, uma zona arborizada e relvada, com um anfiteatro natural, tem capacidade para acolher 90.000 pessoas.