Pharrell Williams e Robin Thicke foram condenados a pagar 7,3 milhões de dólares (cerca de 6,8 milhões de euros) a Marvin Gaye pelas semelhanças de «Blurred Lines» com o hit de Marvin Gaye de 1977.

Os dois cantores, que sempre negaram  que a música fosse plagiada, foram condenados esta terça-feira.

Em tribunal, Robin Thicke chegou a tocar piano, num medley que visava mostrar ao júri como as influências fazem parte da música.

Ao ouvir a sentença, a filha de Gaye, Nona Gaye, chorou e foi abraçada pelo advogado, Richard Busch, com quem celebrou a vitória.

«Agora, sinto-me livre. Livre de ... Pharrell Williams e Robin Thicke, das correntes que eles tentaram manter e das mentiras que foram ditas», afirmou.

Relembre as semelhanças entre as duas músicas: