O último dia da sexta edição do festival NOS Primavera Sound no Porto vai ser feito ao som de artistas tão diferentes como a brasileira Elza Soares, o britânico Aphex Twin ou os norte-americanos Death Grips.

O festival, que se realiza no Parque da Cidade, vai ter início às 17:00 com a catalã Núria Graham, seguindo-se Songhoy Blues (17:45) à mesma hora dos vila-condenses Evols.

Às 18:30, Elza Soares regressa aos palcos do Porto com “A Mulher do Fim do Mundo”, menos de um ano depois de ter marcado presença na Casa da Música e antes de seguir para Faro, onde atua no dia 14, e para a Madeira, a 17 de junho.

A noite tem entre os destaques a atuação de Aphex Twin (00:30 de domingo), o nome pelo qual é mais conhecido Richard D. James, autor de discos marcantes da música eletrónica como “Selected Ambient Works 85-92” ou “Drukqs”.

Horas antes vão subir ao palco do NOS Primavera Sound os norte-americanos Death Grips, que chegaram a estar confirmados para a primeira edição do evento, mas acabaram por cancelar a presença no Porto.

Até à 01:00 de domingo, hora marcada para o início do concerto de Black Angels, e à 01:20, quando subirão ao palco os Against Me! de Laura Jane Grace, são múltiplos os concertos previstos: de Growlers (19:50) a Sampha (21:00), passando por Mitski (21:00), Metronomy (22:10), Weyes Blood (22:30) ou Make-Up (23:30).

Dez minutos antes de Make-Up, regressam a Portugal os Japandroids, que apresentam o novo disco “Near to the Wild Heart of Life”, cinco anos depois do elogiado pela crítica “Celebration Rock”.

Até ao fechar das portas, já madrugada dentro, os participantes no Primavera Sound ainda vão poder assistir às atuações de Tycho, Bicep e Marc Piñol, no palco Pitchfork.

O sexto Primavera Sound no Porto realizou-se desde quinta-feira no Parque da Cidade, tendo contado com nomes como Swans, Bon Iver, Run The Jewels e Justice, entre muitos outros.