Adele foi considerada a maior artista global de 2015 pela Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI, na sigla em inglês), sediada em Londres. Todos os anos a IFPI atribui esta nomeação, baseando-se nas vendas (quer das vendas físicas quer das vendas feitas pela Internet) e na popularidade dos artistas.

A cantora britânica lançou o seu terceiro álbum, “25”, em novembro do ano passado e o trabalho depressa se transformou num fenómeno, alcançando os principais tops de música a nível mundial.

Só na primeira semana, o disco vendeu mais de 800 mil cópias em todo o mundo e tornou-se no álbum britânico mais vendido de sempre. Até agora, já vendeu mais de 15 milhões de cópias.

O primeiro single do álbum, "Hello", tornou-se numa das músicas do ano, chegando ao lugar cimeiro dos tops em mais de 30 países. Foi, de resto, o primeiro single a ser descarregado da Internet mais de um milhão de vezes nos Estados Unidos.

No segundo lugar do ranking da IFPI está outro artista britânico, Ed Sheeran.

Apesar de não ter lançado nenhum álbum em 2015, Ed Sheeran ganhou o prémio Ivor Novello para melhor compositor e fez uma digressão mundial que teve três concertos esgotados no mítico de Estádio de Wembley, em Inglaterra.

A completar os três primeiros lugares do ranking da IFPI está Taylor Swift. A cantora norte-americana foi considerada a maior artista global de 2014.