O músico norte-americano Tom Petty sofreu um ataque cardíaco no domingo à noite e está a lutar pela vida, noticia o site TMZ, depois de a cadeia de televisão CBS ter avançado que o artista tinha morrido, o que levou a agência Reuters e vários sites a dar conta do óbito. A informação foi agora corrigida, dando conta de que a fonte policial na origem da notícia da morte estaria mal informada. 

A primeira notícia dizia que o Departamento da Polícia de Los Angeles tinha confirmado esta segunda-feira a morte do artista de 66 anos no seguimento de uma paragem cardíaca. A notícia foi entretanto alterada e a CBS afirma que não consegue confirmar as informações anteriormente avançadas.

A polícia de Los Angeles publicou entretanto um tweet onde diz que não tem qualquer informação sobre a morte de Tom Petty e que não foi desencadeada qualquer investigação.

A Polícia de Los Angeles (LAPD) não tem informações sobre a morte do cantor Tom Petty. A informação inicial foi inadvertidamente fornecida a algumas fontes nos media”, escreveu a força policial na sua conta na rede social Twitter.

 

 

De acordo com o TMZ, o músico foi levado de urgência para o hospital no domingo, após uma paragem cardíaca.​ Tom Petty foi encontrado inconsciente e sem respirar em casa em Malibu, a 50 quilómetros a oeste de Los Angeles, na Califórnia.

Os sinais vitais foram recuperados pela equipa médica que se deslocou ao local e o artista foi levado para o hospital UCLA Medical Center de Santa Mónica. 

Ainda de acordo com o site especializado em celebridades, não é expectável que o músico sobreviva esta noite e um pastor já foi chamado ao hospital para prestar os últimos sacramentos. 

Tom Petty é uma figura conhecida do rock norte-americano e estava em digressão este ano para assinalar os 40 anos de carreira com a banda que habitualmente o acompanha, The Heartbreakers. Autor de temas como "American Girl" e "Free Fallin", Tom Petty lançou o primeiro álbum em 1976. 

Recorde alguns dos êxitos de Tom Petty: