BE quer aumentar número de médicos no SNS

Solução passa por manter profissionais reformados que queiram continuar a trabalhar e atrair os jovens que estudam Medicina no estrangeiro

Por:
   |   25 de Maio de 2011 às 13:53
Francisco Louçã, coordenador do Bloco de Esquerda (BE), disse, esta quarta-feira, em Loulé, que é preciso aumentar o número de profissionais no Serviço Nacional de Saúde (SNS). A solução passa por manter no activo médicos reformados que queiram continuar a trabalhar e atrais para o SNS jovens a estudar Medicina no estrangeiro.

«Apresentámos um plano para a recuperação da capacidade de profissionais de saúde, no sentido de médicos reformados que queiram trabalhar possam ser reintegrados neste serviço. Há mil médicos que se reformam este ano, mais de 400 que se reformaram nos dois primeiros meses. Trazer esses médicos é importante», disse.

«Mas propusemos também oferecer aos jovens portugueses (que são mais de mil a estudar Medicina no estrangeiro porque não couberam nos cursos em Portugal), um contrato para que tivessem acesso ao internamento na especialidade em Portugal, para que fiquem no SNS, a troco de permanecerem no SNS um determinado número de anos que compense a formação que vão receber», revelou.
Partilhar
EM BAIXO: 25/05/2011 Francisco Louçã em Loulé
25/05/2011 Francisco Louçã em Loulé

COMENTÁRIOS

PUB
BES: pequenos acionistas avançam para tribunal

Querem tentar bloquear venda de ativos do banco. Pedem, «como medidas cautelares, a apreensão da escrita do BES, a proibição de acesso do Novo Banco à escrita mercantil do BES e a desocupação da sede do BES, para que a perícia judicial se possa realizar de forma independente»