A Uber divulgou nesta quarta-feira um vídeo em que mostra como serão os voos da plataforma de transporte privado urbano.

Os primeiros voos de demonstração do uberAIR já estão agendados para 2020 num conjunto de cidades dos Estados Unidos.

Los Angeles é uma das cidades escolhidas para o arranque em 2020 com o uberAIR a pretender ter as suas operações comerciais estabelecidas na cidade californiana vários anos antes dos Jogos Olímpicos de 2028.

“Este novo serviço consistirá numa rede de aeronaves elétricas que vão permitir voos urbanos com um máximo de quatro passageiros. Estes veículos elétricos de descolagem e desembarque verticais (VTOLs) diferem dos helicópteros por serem mais silenciosos, seguros, acessíveis e respeitadores do meio ambiente”, é referido em comunicado de imprensa.

O início das operações do uberAIR em Los Angeles em 2020 foi anunciado nesta quarta-feira na Web Summit que decorre em Lisboa, onde a empresa norte-americana revelou também um protocolo com a NASA para a gestão do tráfego aéreo nas cidades.

Este protocolo com a agência espacial dos Estados Unidos permitirá não só o arranque das operações do uberAIR em 2020 nos EUA como será fundamental para a gestão de tráfego aéreo não tripulado a baixas altitudes operando numa rede de partilha de veículos («rideshering»).

"Este acordo espacial abre o caminho para que a Uber colabore com a NASA no desenvolvimento da próxima geração de tecnologia de gestão de espaço aéreo. O uberAIR operará muitos mais voos numa base diária nas cidades do que alguma vez foi feito. Fazê-lo de forma segura e eficiente exigirá uma mudança profunda nas tecnologias de gestão de espaço aéreo. A combinação da capacidade de engenharia e desenvolvimento de software da Uber com as décadas de experiência na NASA neste campo proporcionará avanço crucial para o Uber Elevate", afirmou Jeff Holden, diretor geral de produtos da Uber.