A Tesla abriu oficialmente as portas da sua super fábrica de baterias. Quando estiver totalmente concluída, a “Gigafactory” terá o tamanho de 262 campos de futebol americano e será o maior edifício do planeta.

A fábrica faz parte das ambições do visionário fundador e CEO da Tesla, Elon Musk: uma enorme unidade de produção de automóveis e baterias de iões de lítio para veículos elétricos, de que para já ainda só vai inaugurada uma pequena parte, a chamada fábrica-piloto.

Situada nos arredores de Sparks, no estado do Nevada, Estados Unidos, é um investimento que ronda os 4,3 mil milhões de euros, numa parceria entre a Tesla e a Panasonic, mas onde também a Mercedes está envolvida.

Na origem da construção desta fábrica está o lançamento do Tesla Model 3 e o objetivo de produzir 500.000 carros por ano a partir de 2018, um número que estava previsto ser atingido apenas em 2020.

Quando estiver totalmente concluída, a fábrica deverá empregar perto de 10 mil pessoas e produzir, por hora, 35 gigawatts de baterias (quase o suficiente para abastecer de energia a cidade de Nova Iorque durante um ano).

Entre outras curiosidades, destaque para a comunidade de 10 mil cavalos selvagens que vive junto à “Gigafactory” e bebe água dos reservatórios que apoiam a construção. Elon Musk considera que é uma visão “romântica” e que alude, em parte, ao “Wild West”.