Elon Musk pretende enviar um Tesla Roadster para a órbita de Marte no âmbito do programa espacial da SpaceX.

O empresário considera que os habituais ocupantes inanimados dos foguetões que são enviados para o espaço são algo “chato” e anunciou que vai enviar um Roadster a bordo do foguetão Falcon Heavy, cujo lançamento está previsto para o próximo mês.

“Voos de teste de novos foguetões geralmente contêm simuladores de massa na forma de blocos de cimento ou de ferro. Isso parecia extremamente aborrecido. (...), por isso decidimos enviar algo inabitual, algo que nos fizesse sentir”, afirmou Elon Musk nas redes sociais, onde divulgou uma galeria de fotografias do Roadster como “lastro” do Falcon Heavy.

Este “peso será um Tesla Roadster original, a tocar «Space Oddity», numa órbita elíptica em Marte de um bilião de anos”, referiu Elon Musk.

Elon Musk divulgou as imagens do novo Tesla Roadster – que chega aos clientes em 2020 – no centro do Falcon Heavy no dia em que estava agendado outro lançamento da SpaceX.

O Falcon 9 foi lançado levando para órbita o satélite de comunicações Iridium-4. O lançamento decorreu com sucesso, mas a visão do foguetão quando passou pelo céu da costa oeste dos Estados Unidos provocou alguma agitação nas redes sociais sob a #aliens.

Elon Musk brincou com a situação e referiu que era um “ovni nuclear da Coreia do Norte”.