«Olá, chamo-me Sayer. Eu sou o volante do futuro.» É assim que a Jaguar Land Rover apresenta o concept do volante do futuro, com inteligência e com conectividade.

(Sim, e com ouvidos, como está no título do artigo.) O Sayer é um volante de trazer (e ficar) por casa e é aí que ele cum

prirá a sua função para a mobilidade do seu dono.

Ativado pela voz e com inteligência artificial, este volante será o seu elo de ligação com o serviço de carros a pedido proporcionado pela marca.

Este serviço pode funcionar de forma individual ou em comunidade com os outros membros deste clube, em forma de partilha de veículos sem ter de comprar qualquer carro.

O Sayer poderá vir a ser a única parte do carro que o membro deste clube passará a ter «num futuro de carros autónomos, elétricos e conectados entre si.

Este é futuro previsto pela Jaguar Land Rover onde se poderá esperar em casa todos os dias por um carro diferente à escolha sem ter de comprar carro sequer.

Além de dizer a que horas precisa do veículo, onde, para onde quer ir e por onde, até pode escolher em que partes do trajeto prefere guiar em vez ser concluído de forma autónoma. Bastará falar com o Sayer.

Este volante recebe o seu nome de Malcolm Sayer, designer da Jaguar entre 1951 e 1970.

O futuro da Jaguar na mobilidade será apresentado na Tech Fest, em Londres, a partir de sexta-feira.