Como o Fiat 124 Spider não traz nenhuma alternativa à capota em lona, a Abarth oferece uma solução…especial: leva para o Salão de Genebra (8 a 18 de março) uma edição limitada GT com hardtop removível (manualmente) que não excede os 16 kg.

Conduzir com os cabelos ao vento será mais complicado, uma vez que este hardtop exige algum trabalho de remoção e não pode ser armazenado na mala do carro. É, portanto, uma solução destinada a dias de inverno que também proporcionam momentos interessantes em estrada.

Ainda assim, a diversão está sempre garantida com este Abarth 124 GT que tem o motor 1.4 litros MultiAir turbo a gasolina de 170 cv e 250 Nm de binário que vai dos 0 aos 100 km/h em apenas 6,8 segundos. A velocidade máxima é de 232 km/h. O roadster compacto oferece ainda duas opções de transmissão: manual de seis velocidades e sequencial desportiva Esseesse.

Marinheiro sem Rival(e)

Para o Salão de Genebra, a Abarth preparou uma versão especial do Abarth 695 desenvolvida em conjunto com o fabricante náutico, Riva. Com o nome Rivale, o pequeno 695 veste-se a rigor, com materiais premium.

A carroçaria bicolor azul (Riva Blue) e cinzenta, reproduz a decoração característica dos iates da marca italiana Riva.

De destacar alguns detalhes como o cromado ‘acetinado’ dos puxadores das portas, o emblema "695 Rivale" na porta traseira e spoiler traseiro que tornam este modelo ainda mais inconfundível.

Quanto a desempenhos… Sob o capô do 695 Rivale está um motor 1.4 T-Jet que entrega de 180 cv e um 250 Nm de binário. A velocidade máxima de 225 km/h e demora 6,7 segundos (6,9 segundos com transmissão sequencial robotizada) para acelerar dos 0 aos 100 km/h.