O Rimac Concept_One ganhou fama não só pelo estatuto de hiperdesportivo elétrico com a melhor folha de prestações, mas também pelo acidente de Richard Hammond.

O apresentador inglês do programa «The Grand Tour» sofreu um violento acidente numa subida a uma montanha na Suíça e ficou muito maltratado.

O Rimac Concept_One ficou totalmente destruído depois de se ter incendiado na sequência do acidente.

No Salão de Genebra, a Rimac apresentou o C_Two (de Concept 2) e não o fez sem humor, com uma farpa a Hammond.

O novo Rimac C_Two não se apresenta só mais rápido e potente que o seu antecessor; apresenta-se também com um extintor e com um destinatário específico. Na cinta de pele que o envolve, pode ler-se: «Extintor – em caso de subida à montanha».

Hammond não se furtou à brincadeira e, em resposta ao «Drivetribe», declarou (como pode ver no post do Twitter que o próprio reencaminhou: “Estou encantado. Sempre quis ter uma influência real no design de um carro. E agora tenho.”

Com extintor incluído, o novo C_Two tem quatro motores, um para cada roda, com uma potência conjunta de 1.914 cv (1.408 kW) e um binário de 2.300 Nm.

O hiperdesportivo elétrico acelera dos 0 aos 100 km/h em 1.97s (contra os 2.5s do seu antecessor) e atinge a velocidade máxima de 412 km/h.

A bateria de 120 kWh permite uma autonomia suerior aos 600 km.