A Honda adquiriu um Ferrari 458 Italia para servir de referência no desenvolvimento do novo NSX. Nada de novo, depois da aquisição de um Porsche 911 GT3 e um McLaren MP4-12C. Só que o 458 Itália teve um fim diferente. Triste, infelizmente.

Segundo a britânica Autocar, o desportivo italiano foi adquirido também para comparações dinâmicas. A diferença é que, uma vez terminado o processo de desenvolvimento do NSX, a Honda quis conhecer melhor todos os segredos em termos de construção por parte da Ferrari e desmantelou, cortando em vários pedaços, a sua unidade de testes.

O objetivo foi analisar a construção em alumínio do 458, com uma fonte da Honda a confessar à Autocar que ficaram “bastante impressionados” com a carroçaria e chassis do desportivo italiano.

Quanto aos restos do Ferrari, prepare-se para ficar surpreendido: estão agora espalhados em diversos contentores no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Honda.

Curiosamente, NSX e 458 Itália pouco ou nada têm a ver a nível da mecânica. Enquanto o italiano utiliza um motor V8 atmosférico de 4,5 litros, o NSX recorre a um V6 biturbo de 3,5 litros auxiliado por três motores elétricos e transmissão de dupla embraiagem de nove velocidades.