O ministro francês do Ambiente e Ecologia, Nicolas Hulot, anunciou nesta quinta-feira, 6 de julho, que o governo quer proibir a venda de automóveis a gasolina e a gasóleo a partir de 2040. Esta é uma das medidas do plano do governo de luta contra as alterações climáticas.

“Queremos fazer o que, para mim, é uma verdadeira revolução”, disse, citado pela AFP. Nicolas Hulot lembrou ainda que os construtores automóveis franceses têm projetos que “permitem cumprir este objetivo”.

“As condições estão lá”, frisou. “Os nossos próprios fabricantes (automóvel) têm recursos suficientes para alimentar e dar corpo a esta promessa (…) que é também uma agenda de saúde pública”, acrescentou.

O ministro anunciou ainda a criação de um subsídio para “substituir um veículo a gasóleo anterior a 1997 ou a gasolina anterior a 2001″ destinado às famílias mais carenciadas.

A França segue assim a tendência na luta contra as emissões poluentes, depois de Holanda e Noruega anunciaram objetivo semelhante para 2025, enquanto Alemanha e Índia fixaram o prazo para 2030.

Veja ainda:
As razões para a «morte» do Diesel
Volvo eletrificada a partir de 2019